POEMA DA MORTE ANUNCIADA

Em fevereiro de 2001, escrevi um poema dedicado a Janis Joplin, Jimi Hendrix e Jim Morrison, impressionado que estava com a infeliz coincidência de os três terem deixado essa vida aos 27 anos. Nunca o publiquei. Esse acaso-não-acaso do Universo nos levou Amy Winehouse, aos 27 anos, a mais talentosa artista surgida nos anos 2000. O poema, agora, também, é dedicado a ela.


JANIS & JIMI & JIM; A MORTE AOS 27
(AGORA, TAMBÉM PARA AMY)


paraíso & paixão – doce encanto da juventude

a vida exulta na garganta, sibila nas cordas, nos sons
nos cabeludos dentes de ouro
- fogo dionisíaco dos pássaros

o Senhor é Rock
- rola nas veias & no sangue & nas línguas
& nas jubas ruivas e negras das revoluções

27 & pós & fumaça
: não há rosto sob as babas e barbas
: não há elo entre a linguagem e a palavra primitiva

corta-se o cordão umbilical com Deus quando se morre aos 27
nada é brinquedo ou jardim quando se morre aos 27
o futuro não tem cidade ou país quando se morre aos 27
peixes afogados em aquários quando se morre aos 27
a alegria sucumbe às nuvens ácidas do céu
quando se morre aos 27

corpos dilacerados atravessam o tempo
e assistem ao riso solto que queima as guitarras
e venta sobre pântanos, pontes, rios, desertos

3 astros, 3 estrelas, 3 mortos aos 27
brilhando num oásis de luzes e facas

e que olhos se acenderam depois do dilúvio?

que desejos selvagens? que música? que inocência?








TANUSSI CARDOSO


fevereiro de 2001

Buscar

 
TANUSSI CARDOSO POETA ETC Copyright © 2011 | Tema diseñado por: compartidisimo | Con la tecnología de: Blogger