RELANÇAMENTO DO NOVO LIVRO DE TANUSSI CARDOSO


Amigos,

Dando continuidade às comemorações pelos meus 30 anos de atividades literárias, tenho a honra de convidá-los para o relançamento de meu mais novo livro.

Conto com a presença de todos, para compartilharmos esta alegria.

Abraços,
Tanussi Cardoso



O PEN CLUBE DO BRASIL
e a EDITORA FIVESTAR


convidam para o lançamento do livro

DEL APRENDIZAJE DEL AIRE

DO APRENDIZADO DO AR


de

TANUSSI CARDOSO

Antologia poética bilíngue

Seleção, tradução para o castelhano e prólogos

LEO LOBOS e ANGÉLICA SANTA OLAYA

Programação:

- Apresentação: CARMEN MORENO

- Leitura de poemas em português: SÉRGIO FONTA

- Leitura de poemas em espanhol: HELENA FERREIRA

- Lançamento do livro

- Coquetel


Dia: 25 de maio, quarta-feira, das 18h às 20h30m

Local: PEN Clube do Brasil

Praia do Flamengo, 172 / 11º andar


perto do Castelinho do Flamengo
Tel: (21) 2556-0461


Apoio:
Lelu`s buffet
Twl: (21)2281-9006

POETIZANDO PUBLICA TANUSSI CARDOSO


POETIZANDO, de Santos / SP, editado por EUNICE MENDES e WALMOR DARIO SANTOS COLMENERO, em seu nº 40, de março a maio de 2011, publicou o poema "SOBRE O NOME DAS COISAS", dedicado a Luiz Ruffato. Nesse número, há poetas como FERNANDO PESSOA, ALUÍSIO DE AZEVEDO, ROBERT BROWNING, ELIZABETH BARRETT BROWNING, MACHADO DE ASSIS, BOCAGE, RICARDO ALFAYA, ANTONIO LUIZ LOPES, BENILSON TONIOLO, ANDERSON BRAGA HORTA, SÉRGIO BERNARDO, DINOVALDO GILIOLI, FERNANDO AGUIAR, entre outros. A revista POETIZANDO merece o nosso apoio, e aceita colaborações. Quem quiser enviar poemas ou pequenos textos, o endereço é o seguinte: Av. Eng. Luís La Scala, 186, CEP: 11075-150, Santos / SP. BLOG: www.revistapoetizando.blogspot.com. E-MAIL: walmordario@ig.com.br Assinatura anual: R$ 35,00. Cheque Correio ou nominal a/c de Walmor Dario Santos Colmenero. VALE À PENA.


sobre o nome das coisas

para Luiz Ruffato


I

porque todos os mistérios são santos,
não nomearemos o nome das
coisas.
ainda que os desertos floresçam
e o caos das chuvas transborde,
deles, o sangue não diremos.

II

no início era a Vida.
depois aprenderam os cães a ladrar
e o homem a chamar o nome das coisas
e os dedos a cruzar em nome de Deus.

III

ainda que encruado o Filho
ou mesmo que a serpente
renegue por 3 vezes
a árvore do desejo,
o nome não será.
ainda que lambam as chagas.
ainda que as lágrimas escorram,
toda a dor será cuspida
e o sol cumprido.

IV

quando caminhávamos na areia,
os nomes não havia.
havia o mar sem nome.
o céu, as frutas,
as pegadas dos pássaros
e o sonho havia sem nome.
tudo era simples.
simples os homens
sem nomes.

V
eram noites
e dias indefiníveis,
as coisas.
os olhos aprendiam o verde
e pescavam sem nomear.
os olhos ouviam tudo.
maravilhavam-se de
maravilhas!

VI

quem nos carrega nos ombros?
quem nossa língua nos bebe?
a quem dizer, quero?
a quem dizer, preciso?
a quem dizer, inocentes?

VII

as coisas que não diremos
habitam as cidades
e as sombras iluminam
escuras cavernas.
os dentes, os cabelos
arranca-nos, o tigre.

VIII

vivemos dentro de nós.
estrangeiros.
percorremos estradas,
ruas, cidades. nus e
estrangeiros.
cada sorriso, cada
abraço, estrangeiros.
nossos mares e navios,
estrangeiros.

IX

o Tempo se cola ao corpo.
o rosto envelhece.
unhas expurgam.
enruga a pele.
resta esperar.

X

quantas faces temos?
qual delas se chama
amor?
quem em nós se diz a
morte?
qual acende a vela do
templo?

XI

eis que
os nomes não ditos se esquivam
e o Verbo
que era barro
se faz
vento.

Tanussi Cardoso

PARA LYZ TAYLOR

ÚLTIMA SESSÃO DE CINEMA

Para Lyz Taylor


I


Os olhos de Marlon Brando

na tela

e o peito sussurrante

da menina bela.

A boca de Marlon Brando

na tela

e as mãos da sorte

nos seios dela.

As coxas de Marlon Brando

na tela

e o suor do púbis

doía nela.


II


A mão no escuro

escolhe o momento

exato de agir.

Ágil,

segura as coxas

da menina ao lado.


(Rock Hudson

beija

Elisabeth Taylor)


As pipocas

se contorcem

de prazer.



Tanussi Cardoso



O CAPITAL PUBLICA TANUSSI CARDOSO


O CAPITAL - JORNAL DE RESISTÊNCIA AO ORDINÁRIO, de Aracaju/SE, editado por ILMA FONTES, em seu nº 200, de fevereiro de 2011, publicou, na sessão REDE ALTERNATIVA DE POESIA, o poema "CILADA". Nessa página há poetas como ANE WALSH, ARTUR GOMES, DALMO SARAIVA, FERREIRA GULLAR e HAIDÊ PIGATTO, entre outros. O jornal O CAPITAL merece a nossa força, portanto, quem quiser recebê-lo é só enviar cheque de R$ 100,00 para Editora Jornal O Capital, A/C Ilma Fontes: Av. Ivo do Prado, 948 - Aracaju - SE - 49015-070. ASSINE UMA E LEVE DUAS. Você recebe o seu exemplar em casa e uma pessoa que você ama também receberá na casa dela; você só precisa mandar os endereços, seu e dela.


COM CERTEZA, O CAPITAL SE FAZ NECESSÁRIO PARA TODOS OS QUE AMAM A CULTURA ALTERNATIVA.




























CILADA


o amor não é a lua

iluminando o arco-íris

nem a estrela-guia

mirando o oceano


o amor não é o vinho

embebedando lençóis

nem o beijo louco

na boca úmida do dia


o amor não é a angústia

de se encontrar o sorriso

nem o vermelho

do coração dos pombos


o amor não é a vitória

dos navios e dos barcos

nem a paz cavalgando

cavalos alados


o amor é, sobretudo

a faca no laço do laçador

o amor é, exatamente

o tiro no peito do matador



Tanussi Cardoso


Buscar

 
TANUSSI CARDOSO POETA ETC Copyright © 2011 | Tema diseñado por: compartidisimo | Con la tecnología de: Blogger