MENSAGEM DE ANO NOVO

Meus amigos,

sabemos que em nossas vidas todos corremos, buscando “a tal da felicidade”. Afinal, para isso estamos aqui. E, sabemos, também, que podemos obter a felicidade através de vários meios. Mas, se pararmos para pensar, veremos que ela é, muitas vezes, relativa. Quando pensamos que a capturamos, se esvai, como areia, por nossos dedos. E voltamos a sofrer como antes. Por que isso acontece? Por que nossos sonhos não são duradouros? É óbvio: porque são baseados em fatores externos, que não estão dentro de nós. É uma felicidade ilusória, sempre dependendo da mudança dos ventos, como, por exemplo, a daqueles que buscam, somente, a conquista de algo material.

Nada contra os que buscam as delícias do dinheiro, do sexo, de tudo o que o mundo e a vida geram para nos dar alegria e prazer. Entretanto, como essa felicidade é etérea e efêmera, quando a conquistamos ou a perdemos, logo nos colocamos à procura insaciável de novas conquistas, o que nos traz angústia, ansiedade e sofrimento... Dirão alguns: “é do ser humano”.

Será?

Conheço (e vocês, com certeza, também) muitas pessoas que estão sempre em paz com o mundo e com os outros. Que nada parece perturbar-lhes. Nenhuma tragédia, nenhuma desgraça, nenhuma perda parece afetar-lhes o espírito. Ficam tristes, humanos que são, choram, se calam, mas nunca se desesperam. Estão sempre olhando a vida de frente, com o olhar para o futuro. Essas pessoas intuem, percebem, sabem que estão no caminho da felicidade ABSOLUTA. Sua qualidade de vida não se prende a fatores externos, elas são felizes, simplesmente, porque gostam de viver, gostam da VIDA; são felizes, simplesmente, pelo fato de estarem vivas. São seres iluminados.

Em geral, pessoas com essas qualidades não desejam a felicidade somente para elas. Querem dividi-la com todo mundo. Acreditam que todos somos iguais, dentro de nossas diferenças, e - apesar de parecer chavão - isso significa que todo mundo merece respeito, dentro de sua sexualidade, credo, raça, time de futebol etc. Crescem, através do sofrimento. Amadurecem para alcançarem a merecida vitória da felicidade interior. Sabem, como ninguém, superar as provações das chuvas e do sol escaldante. Têm sabedoria para superarem os "invernos" de suas vidas, sem fugirem das dificuldades que lhes são apresentadas. Sabem esperar a primavera. Com a sabedoria para conquistar a compreensão e o coração das pessoas. Com a beleza do significado real da palavra perdão, despido de qualquer sentido religioso. Elas lembram a generosidade dos pássaros que, orgulhosos, alçam voo, mas, humildes, sempre retornam à terra para buscar alimentos e retornar, novamente, aos ares, num aprendizado constante da energia da vida. De amor à vida.

Voltando ao início dessa mensagem. Apesar da importância das riquezas materiais; apesar da importância de termos boa saúde e cultuarmos, sim, o nosso corpo e suas habilidades e possibilidades; apesar de suas importâncias, essas riquezas, por si sós, não possibilitam o triunfo de uma vida. Essas riquezas só serão importantes, realmente, se existir dentro de nós um coração batendo em prol do filho, do irmão, do outro. Essa é a maior das riquezas. Esse é o verdadeiro sentido do Natal. A poesia eterna da Humanidade. À esse espírito costumamos chamar de fé.

Meus amigos, que em 2011, todos nós consigamos bater nossos corações em uníssono. Em harmonia com o Universo.

Abração do Tanussi

Rio, 24 de dezembro de 2010

¡Compártelo!

10 comentários:

José María Souza Costa

Só quis passar lendo e lendo e lendo
Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo Agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Se tiveres tuiter, e desejar, é só deixar que agente segue.
Um abraço e fique com DEUS.

http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Sérgio Araujo / Chico Araujo

Oi, Tanussi. Tocante seu texto. Compactuo com as ideias nele expressas. Nossa felicidade não está, de fato, nas conquistas materiais; antes (e muito antes) se realiza na nossa convergência com o outro. Somente quando estamos bem com o semelhante é que sentimos o beijo amigo da Paz.

Um grande abraço.

TANUSSI CARDOSO

Oi, José Maria, obrigado por sua chegada. Seja sempre bem-vindo. Com o maior prazer irei ao seu blog, com a certeza de que iniciaremos uma bela caminhada fraternal.
Que o ano de 2011 lhe seja ameno e prazeroso.
Abraços do amigo Tanussi

TANUSSI CARDOSO

Meu amigo Chico, obrigado pelo carinho de sempre. É bom terminar o ano com o seu abraço afetuoso.
Tudo de excelente em 2011!
Poesia e paz.
Tanussi

Leo Lobos

Querido poeta y amigo Tanussi Cardoso, el poeta mexicano Octavio Paz decía que los poetas somos como un río que avanza, retrocede, da un rodeo pero que llega siempre. Somos la esperanza que le pertenece a la vida, la vida misma defendiéndose. Vamos caminando a un lugar sin nombre, andamos, volamos los menos por campos de nubes blancas privilegio de un nuevo horizonte. Te abrazo caro Tanussi desde Santiago de Chile, esperando que los días por venir estén a la altura de nuestros sueños.

Leo Lobos

Y entonces se hizo la luz:

http://www.letras.s5.com/ll280407.htm

Antonio Arroyo Silva

Gracias, caro amigo y Poeta por darme el mejor mensaje de Año Nuevo que he leído en mucho tiempo.
Realmente el destino de la poesía es ése: que cada persona no desee la felicidad completa para que le llegue al otro, que la verdadera humanidad no crece con este materialismo que nos está llenando de paraísos de cartón-piedra. El destino de la poesía es el mismo que el de los seres humanos. Por eso la poesía debe ser humilde como también las personas, como la vida. Tiempos difíciles para los poetas honestos, los que no aprisionan la poesía en jaulas con la pretensión de querer poseerla. No hay orquesta que dirija el ave de la poesía. Es libre como el viento porque ha de llegar a todos y a todas.
Feliz Año Nuevo, queridísimo amigo.
Un gran abrazo.
Antonio Arroyo Silva.

Cinema Possivel

Finalmente acho que vou conseguir postar o comentário aqui. Só pra desejar a este poeta tão especial e querido o meu carinho e admiração pelos seus textos e este, especificamente, muito bonito em reflexão. Vamos seguir o fluxo e viver os bons rumos. (Jiddu)

Eric Tirado Viegas

Caro Tanussi
que possamos sonhar em 2011
Eric

mariaclara

Tanussi,meu amor, meu amigo de alma.
Este texto cada vez que leio me emociono ao perceber a verdade nele contida e que tão pucas pessoas fazem uso desta verdade tão verdadeira.
...estão sempre em paz com o mundo e com os outros.
...não se desesperam...
...não desejam a felicidade somente para elas.
...só srão importantes, realmete se existir dentro de nós um coração batendo...
A poesia eterna da humanidade.
Creio que são pessoas especiais, muito especiais que possuem este dom. Conheci Nelson Fachinelli e depois te conheci, vocês dois retratam exatamente estas belas palavras e se trasformam realidade em vocês.
Tu és o amigo que sempre ilumina meus pensamentos.
Te adoro. Maria Clara

TANUSSI CARDOSO

Tantos amigos especiais, tantas almas irmanadas em poesia, gratidão, generosidade, que, por cada um de vocês: José Maria, Chico Araújo, Leo Lobos, Antonio Arroyo, Jiddu, Eric Tirado,Maria Clara e outros mais..., nós pensamos que vale à pena escrever, e tentar viver a vida como se ela só se bastasse quando atingisse a felicidade do outro. A poesia é um dos caminhos e, felizmente, amigos, todos nós estamos cumprindo nossos destinos. Abração fraterno e muito feliz por vocês estarem juntos comigo.
Obrigado por isso.
Tanussi

Postar um comentário

Buscar

 
TANUSSI CARDOSO POETA ETC Copyright © 2011 | Tema diseñado por: compartidisimo | Con la tecnología de: Blogger